expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Vanishing Point: um mergulho ao clássico moderno do Quentin Tarantino


Só agora sou capaz de perceber.
Devia ter imaginado que existem caminhos sem volta, e que eu estava em um deles.
Quando tentei voltar a ser quem eu era, sorrir como nunca havia feito, e viver uma nova vida... Fracassei.
Steve. O nome dele é Steve.
Desgraçado...
Você me tirou tudo. Roubou a minha vida.
Mas seja lá onde você estiver... Eu o encontrarei de novo.


Stuart fugiu do inferno, e enquanto não volta para lá, está em busca daqueles que pensaram ter acabado com a sua vida para sempre.

     VANISHING POINT começou a ser idealizado em 2008, como uma fanfic de Kill Bill. Fascinado por livros de suspense e filmes de ação asiáticos envolvendo samurais e chineses voadores, eu escrevi um manuscrito e adicionei um projeto gráfico com desenhos inspirados em animes e mangás japoneses. O livro tem como pano de fundo as consequências da vingança, vivido por um personagem que luta para alcançar a liberdade e superar os traumas vividos na infância. É uma história de cunho fantástico e artístico, de fã para fã, prestando tributo ao renomado escritor e diretor Quentin Tarantino e outras obras inesquecíveis. Além do referido cineasta, Vanishing Point também é uma homenagem ao longa homônimo de 1971, escrito por Guillermo Cabrera Infante e dirigido por Richard C. Sarafian.
     Este teaser também pode ser encontrado na introdução do livro Sacanas do Asfalto, lançado na bienal de SP em 2016. O livro também é uma homenagem ao Quentin Tarantino, e é levemente inspirado por escritores como Agatha Christie e Elmore Leonard:


     SINOPSE

     Como recomeçar uma vida, quando um passado grotesco lhe sonda o caminho? Tudo o que Stuart queria era fugir com Shelly de uma gangue criminosa que ele deixou para trás. Cansado de viver ao lado da morte, decidiu mudar de rumo, ante a personificação de Afrodite nos olhos claros daquela jovem mulher. A situação complica quando Stuart é surpreendido pelos velhos comparsas, tendo de pagar um preço alto demais. Humilhado e ridicularizado, ele é dado como morto, transformando-se em um fantasma para a humanidade, capaz de qualquer coisa em nome da vingança. 
     Vanishing Point é um livro amplamente ilustrado e inspirado no Quentin Tarantino, principalmente no seu quarto filme, Kill Bill, envolvendo assassinos profissionais, gangsteres, artes marciais, anime japonês e faroeste italiano. O livro seria postado por inteiro na plataforma wattpad, mas em virtude da escassez de tempo, acabei deixando apenas uma degustação dos primeiros capítulos. Por essa razão, a obra será publicada na Amazon - em formato digital - a partir de dezembro de 2017.

     
O tempo passou depressa e a minha vida mudou radicalmente.
A minha e a do meu irmão, diga-se de passagem. Ele também foi “resgatado” pelo cara que passou a nos tratar como seus filhos... O meu irmão chama-se Brian. Quando vivíamos nas ruas, eu trabalhava como entregador de cocaína para um comerciante, e roubava ninharias para se divertir nos fliperamas dos bares suburbanos. Lembro que apesar da vida injusta e de toda a violência, nos divertíamos bastante. Após tornar-se assassino, o Brian assumiu a aparência daquele que era o seu alter ego, e passou a ser conhecido nos guetos como o terrível Terry F. White.

Terry, o terrível Escorpião Dourado
     
     A obra é amplamente ilustrada, com páginas em formato de HQ, repletas de ação e lutas sangrentas que referenciam as artes marciais no cinema: sobretudo o cinema de Hong Kong. Todas as ilustrações contidas no livro foram feitas manualmente. À exceção de alguns ajustes na digitalização, os mais de sessenta desenhos foram finalizados de maneira tradicional. Eu levei nove meses para finalizar todo o processo, desde o esboço até a arte final. Após a publicação do livro, novas informações e referências serão divulgadas no blog. Até lá, não deixe de conferir a degustação da obra no wattpad clicando AQUI.
     Para finalizar, deixo um vídeo especial dedicado a obra que publiquei no YouTube alguns meses atrás, a edição conta com informações extras e algumas referências.



ME SIGA NAS REDES SOCIAIS



Nenhum comentário:

Postar um comentário